NOTÍCIAS


Apresentação do Kit de Acolhimento de Jovens Voluntários

No âmbito da bolsa de voluntariado juvenil Time4U, a Associação YUPI promove o lançamento do kit de Acolhimento de Voluntários Jovens. O kit já se encontra a ser utilizado por jovens e Instituições parceiras, e por ser uma prática consolidada e com bons resultados, é demonstrado à comunidade, através de uma conferência de imprensa, dia 14 de Março, pelas 11h na Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão, contando com a presença de Mário Passos e Ademar Carvalho, assim como da Presidente da Associação YUPI, Mariana Barbosa. Como parte integrante do Banco Local de Voluntariado, o projecto Time4U dedica-se a todos os jovens famalicenses entre os 14 e os 30 anos que queiram realizar um projecto de voluntariado em Instituições do concelho. Após a realização de 6 novas formações ao longo dos últimos 4 meses, mais de 100 jovens estão aptos para a integração nas instituições parceiras deste projecto.
Sendo a formação inicial de voluntariado um dos pilares essenciais para o sucesso e sustentabilidade desta acção, a YUP aposta também na qualidade e apoio no acolhimento dos jovens. Como um projecto de promoção de aprendizagens não formais por parte dos jovens e apoio humano e criativo para as Instituições, tem de ser suportado por acções de acompanhamento e de aumento da qualidade de integração dos voluntários.
Desta forma, e com o apoio de Instituições parceiras como Câmara Municipal, Engenho, Lar S. João de Deus, Associação Teatro Construção, entre outras, Centro Social de Cabeçudos, entre outras, a YUPI criou um kit de acolhimento de voluntários jovens. Este Kit é composto por uma série de documentos que auxiliam a prática, acompanhamento e avaliação do processo de voluntariado. Entre os quais destacamos o Compromisso de Voluntário (a ser assinado entre voluntário e Instituição de acolhimento para clarificação de expectativas mútuas), o Perfil de Posto (definição de tarefas, competências e especificadas de cada posto de voluntariado definido pela própria Instituição, para assim articular com o perfil do voluntário) e um documento de Avaliação Intermédia e Final do projecto de voluntariado. Todos os documentos seguem as orientações dadas pelo Conselho Nacional para a Promoção de Voluntariado e estão referenciadas nos Manuais de Voluntariado a nível nacional.
Num projecto educativo, inclusivo e de suporte às Instituições do nosso concelho, é de todo pertinente garantir a qualidade, profissionalismo e sustentabilidade associados aos conceitos de voluntariado como o espírito de gratuitidade e a necessidade de contribuir para a melhoria da nossa comunidade.

Facebook Google Twitter